Como já disse, em algum lugar,  o marxismo é um messianismo sem Cristo;  e, no caso do "cristão"  marxista, é negá-lo,  a Cristo, como o Messias (Jorge F.  Isah) 
Parece que foi ontem; porque a mesma turma de antes tenta sair do sarcófago com uma fantasia diferente,  enquanto o cadáver continua o mesmo (Eu,  escrevendo sobre as tentativas de reengenharia social,  perpetrada pela eswuerda e globalistas em suas  varias investidas em destruir a sociedade tradicional,  diga-se,  cristã). 
"Muitos estão tão somente preocupados em fazer parte da igreja invisível, de tal forma que também se fazem invisíveis neste mundo; impossível notar neles os traços do Senhor que dizem servir" Jorge Fernandes Isah
"O Cristianismo não é um movimento cultural, não é um movimento social, nem político, ou filosófico, ele é muito mais que isso; ele é a verdade, pois está a proclamar Cristo. Então, qualquer entendimento à margem disso é falacioso e quer tirar do Cristianismo o seu cerne, a sua essência, para torná-lo em um mero detalhe" Jorge Fernandes Isah
"O mal tem muitas faces; e uma delas é ignorar o próprio mal!"  (Jorge F. Isah) 
"Para Deus, as mudanças são eternas e imutáveis" (Jorge F.  Isah) 
"O tolo é um obstinado, e se fortalece na estupidez, na presunção de que é possível encontrar, em si mesmo, a suficiência possível apenas,  e tão somente, em Deus". (Jorge F.  Isah)